notícias

Os Especialistas

26/02/2008

O Brasil conta agora com 13 novos árbitros de golfe credenciados pelo Royal & Ancient Golf Club of St. Andrews. O curso ministrado em São Paulo, de 15 a 17 deste mês, teve 19 aprovados de um total de 46 participantes, um índice de 41% de aprovação. Seis dos participantes já são árbitros desde 2004 e fizeram o curso para atualização. Naquele ano, o índice de aprovação foi de apenas 15%. Agora, o Brasil possui um total de 28 árbitros de golfe credenciados pela principal entidade do golfe mundial ao lado da USGA, que rege o golfe nos Estados Unidos e México.

Os aprovados estão credenciados pelo R&A para atuar em torneios nacionais e quem conseguiu passar a marca de 80% de acerto está automaticamente credenciado para arbitrar torneios internacionais. Segundo press release, essa foi a primeira vez que o Curso de Árbitros do R&A foi ministrado fora da Escócia e estiveram no Brasil algumas das maiores autoridades em regras de golfe do mundo. Entre eles, Alan Holmes, presidente do Comitê de Regras do R&A, órgão responsável pelas mudanças nas regras do golfe.

Sem poder consultar os livros de regras, os participantes foram submetidos a um exame rigoroso: na primeira parte, tiveram que citar corretamente o número da regra em questão e escolher entre verdadeiro e falso ou assinalar a questão correta em cada uma das perguntas. Na segunda parte, os alunos tiveram que anotar as penalidades cometidas em situações fictícias citando a regra e as decisões aplicadas. A correção dessa segunda parte foi feita na Escócia.

O 1º Curso de Árbitrosdo R&A teve patrocínio do Banco Alfa e apoio do Hotel Transamérica. “Ficamos muito felizes com a performance e o interesse dos brasileiros. As instalações do Hotel Transamérica foram perfeitas para a realização do curso, já que o campo era muito próximo da sala onde aconteceram as aultas teóricas”, disse Alan Holmes. “A CBG e o Banco Alfa estão de parabéns pela organização do evento”, completou. Além de Holmes, completaram o time de mestres Grant Moir, diretor-adjunto do Comitê de Regras do R&A, J.R. Jones, membro do comitê, e a assistente Shona McRae.

Na abertura do evento, o presidente da Confederação Brasileira de Golfe, Álvaro Almeida, ressaltou a importância da iniciativa. “A existência de bons árbitros são fundamentais para o desenvolvimento do golfe brasileiro”, disse ele, elogiando a atuação do R&A na formação de oficiais de regras. Fernando Moura, do conselho do Banco Alfa, patrocinador do evento, também fez um discurso de boas-vindas a todos os participantes. Compareceram ao seminário os profissionais Eliecer Antolinez, um dos aprovados no curso, Julio Azevedo, Ricardo Salinas, Pedro Östrand e o presidente da PGA do Brasil, Paulo Rocha.

CONFIRA A RELAÇÃO DOS APROVADOS
1) Per Atle Gustafson - Golf Club Buzios (RJ) – 88
2) Nigel Wynn-Jones - FGERJ – 83
3) Ana Carolina Sawada - AGC (SP) – 80
4) Bruno Tariant - FBG (BA) – 78
5) Sue Lacombe - CCGC (SP) – 75
6) Maria de Fátima Arruda Souza - SMCC (PR) – 70
7) Luiz Carlos Palmiro - IGC 500 (SP) – 69
8) Nick Thomas - SFGC (SP) – 68
9) Rodrigo José Nascimento Ribeiro - Fecong – 68
10) Adrian Mackenzie - SFGC (SP) – 67
11) Mauro G. Bellini - Green Village Golf Club (RS) – 67
12) Michael Whyte - Miami Beach Golf Club – 64
13) Peter B. B Walker - CGC (SP) – 64
14) Lidia Miney Sawada - AGC (SP) – 63
15) Eliecer José Antolinez Coutinho - Terravista (BA) – 60
16) François Cazabon - SMCC (PR) – 60
17) Elisabeth Buny - SFGC (SP) – 60
18) Eduardo Cama - SFGC (SP) – 60
19) Paulo César Tonetto - SSVGC (SP) - 60

Marco Antonio Martins
MTb 24.583 Jornalismo
[email protected]

Fonte: Federação Paulista de Golfe


Este website utiliza cookies

Utilizamos cookies para melhorar a sua experiência, otimizar as funcionalidades do site e obter estatísticas de visita.
Saiba mais.