notícias

PGA Tour: 6 dos Top 10 do mundo disputam Wells Fargo como preparação para o PGA Championship

04/05/2021

Com par 71 (35-36), 7.521 jardas e oito buracos de par 4 com mais de 450 jardas, incluindo dois com mais de 500 jardas, o Quail Hollow Club, sede do Wells Fargo Championship, costuma ser um dos campos mais difíceis do PGA Tour. Não por acaso, 7 dos top 15 do ranking mundial elegeram o torneio que vai ser jogado de quinta a domingo desta semana, 6 a 9 de maio, em Charlotte, na Carolina do Norte, como última preparação para o PGA Championship, segundo major do ano, que será jogado dentro de duas semanas.

Max Homa, 39º do ranking mundial de golfe (OWGR) defenderá o título conquistado em 2019, uma vez que a pandemia impediu a edição de 2020 no campo desenhado por George Cobb, em 1961, mas que hoje é considerado uma obra de Tom Fazio, que o redesenhou completamente, em 1997. A premiação que começou com US$ 5,6 milhões, em sua primeira edição, em 2003, com o nome de Wachovia Championship, chega a US$ 8,1 milhão este ano, a maior de sua história, reservando 1,5 milhão para o campeão.

Favoritos – Quatro dos Top 5 do mundo encabeçam a lista de favoritos – Justin Thomas (2), Jon Rahm (3), Xander Schauffele (4) e Bryson DeChambeau (5) –, completada por mais dois dos dez primeiros – Patrick Reed (7) e Webb Simpson (9). Dustin Johnson, número 1 do mundo, que perdeu o título de 2017 para Brian Harman por uma tacada, não joga este ano. Destaques ainda para Viktor Hovland (11); Patrick Cantlay (12); Tony Finau (13); Rory McIlroy (15), que completa 32 anos nesta terça-feira, 4; Will Zalatoris (28); e Cameron Tringale (65), que jogará seu 300º torneio do PGA Tour. Jason Day e Phil Mickelson também jogam.

Os latino-americanos também estão entre os destaques, a começar pelo mexicano Abraham Ancer (26º do OWGR) e pelo chileno Joaquin Niemann (30). Os demais são o mexicano Carlos Ortiz (51), o colombiano Sebastian Munoz (67), o argentino Emiliano Grillo (83) e o venezuelano Jhonattan Vegas (187).

Corredor da Morte – Com a distância de seu percurso acima da média e a água entrando em jogo em sete buracos, bater bem o drive no Quail Hollow é fundamental, como indica a estatística de “tacadas ganhas do tee”, onde a média dos ganhadores passa de 1,5 tacadas, o dobro da média desses mesmo jogadores em tacadas ganhas em tiros para os greens. Mas isso não significa que a precisão nos approaches é menos importante, pois há bancas ao lado de todos os greens.

Para não deixar ninguém esquecer da importância dos approaches, o Quail Hollow começa com três pares 4 com mais de 450 jardas e termina com o famoso Green Mile, nome com o qual ficaram conhecidos os três buracos finais do campo (16 ao 18), uma referência ao apelido dado no livro de mesmo nome de Stephen King ao trajeto percorrido pelos que estão no Corredor da Morte a caminho da execução (a pena de morte ainda é permitida em 29 dos 50 estados dos EUA). São dois pares 4 com mais de 494 jardas, intercalados por um difícil par 3.

A velocidade pretendida dos greens não foi revelada por Keith C. Wood, Diretor de Greens do campo, uma vez que eles são de grama Champion G12, mas ainda com overseed de perennial ryegrass, que vai perdendo a dominância. Também foi feito overseed de perennial ryegrass nos fairways e rough de Bermuda, e nos tees de TifGrand.

Campeões – McIlroy foi o único a vencer o torneio do Quail Hollow mais de uma vez (2010 e 2015), além de ter sido vice em 2012. Jason Day, hoje fora da forma que fez dele o número 1 do mundo em 2015 e 2016, venceu o torneio em 2018. Mas a época de ouro do evento foi em seus primeiros anos, quando venceram Vijay Singh (2005), Jim Furyk (2006) e Tiger Woods (2007).

McIlroy é o recordista do torneio com os 21 abaixo (267) com que venceu em 2015, sete tacadas à frente de Webb Simpson e Patrick Rodgers.  Max Homa levou o último título com 269 tacadas, 15 abaixo.

Televisão – O Golf Channel transmite ao vivo para o Brasil na quinta e sexta-feira das 15 horas às 19 horas (geração do próprio Golf Channel); e no sábado e no domingo, das 14 horas às 19 horas (geração da CBS). O PGA Tour Live (aplicativo golf.tv) transmite todos os dias, a partir das 8 horas, mostrando os Grupos em Destaque de manhã e à tarde, os Buracos em Destaque e a transmissão oficial, em inglês ou em espanhol.

Fonte: O Portal Brasileiro do Golf


Este website utiliza cookies

Utilizamos cookies para melhorar a sua experiência, otimizar as funcionalidades do site e obter estatísticas de visita.
Saiba mais.