notícias

Adilson da Silva fica a duas tacadas de pontuar novamente para os rankings olímpico e mundial

29/03/2021

Depois de passar o corte na linha de pontuação para os rankings olímpico e mundial (OWGR), o brasileiro Adilson da Silva não conseguiu manter o ritmo nas rodadas finais e terminou em 26º lugar do Serengeti Pro-Am, do Sunshine Tour, o circuito profissional sul-africano, com 339 (71-69-56-73-70), cinco acima do par. O torneio iniciado na terça-feira, 23, teve 90 buracos sendo que após os 36 primeiros foi feito um corte, Após um dia de descanso, os 50 melhores e empatados voltaram a campo na 6ª feira para um Pro-Am, jogado primeiro num campo executivo de par 54 (18 buracos de par 3) e depois novamente no campo principal, de par 70.

O torneio distribuiu pontos para o ranking mundial de golfe (OWGR) para 20 jogadores (17 primeiros e empatados), que somaram 337 (+3) ou menos tacadas. Adilson ficou a duas tacadas de pontuar, o que o fez perder seis posições no ranking mundial caindo esta semana para o 330º lugar. Com os resultados da semana, o ranking olímpico de 60 jogadores, com limite de dois por país, ou quatro se estiverem entre os Top 15, está terminando na 301ª colocação. Apesar de um mês sem competições a partir de agora, mas com três torneios ainda a jogar até o final da corrida olímpica, Adilson ainda tem boas chances de se classificar para os Jogos e Tóquio.

O campeão do Serengeti Pro-Am foi o local Jaco Prinsloo, que venceu pela segunda vez em três torneios. Prinsloo somou 327 (64-71-53-71-68) tacadas, sete abaixo, e terminou duas à frente do também sul-africano Jaco Ahlers, que somou 329 (68-69-53-68-71), cinco abaixo.

Fonte: O Portal Brasileiro do Golf