notícias

Michael Thompson volta a vencer no PGA Tour, após 2.702 dias de espera

27/07/2020

Michael Thompson, de 35 anos e nove de carreira no PGA Tour, encerrou uma espera de 2.704 dias para conquistar neste domingo, no 3M Open, seu segundo título do PGA Tour. Thompson fez birdie em dois dos três buracos finais para somar 265 (64-66-68-67) tacadas, 19 abaixo do par, no TPC Twin Cities, em Maine, no Minnesota, e entrar para voltar os Top 100 do mundo (99º esta semana).

Adam Long foi o vice com 17 abaixo (68-72-63-64), duas atrás do campeão. Nove jogadores empataram em terceiro, outra tacada atrás, entre eles o argentino Emiliano Grillo (71-68-64-65) e Tony Finau (65-66-69-68), agora 16º do mundo, e o jogador com mais Top 10s acumulados (30), sem vencer, desde 2016. Desde 2000, apenas mais dois jogadores tiveram tantos top 10s sem vencer num período de quatro anos: Jim Furyk (2011 a 2014) e Matt Kuchar (2015 a 2018).

Carreira acidentada – Thompson foi o número 1 do ranking mundial amador (WAGR) por uma semana, antes de virar profissional em julho de 2008. Em 2010 foi o Jogador do Ano do Hooters Tour e, em 2010, terminou em 16º na Q-School para ganhar seu cartão para o PGA Tour de 2011. Em 2013 ele manteve o cartão por mais dois anos ao vencer o Honda Classic, quando chegou a 45º do mundo. Em 2016 perdeu o cartão, mas voltou ao circuito ao vencer o Albertsons Boise Open, nos Finals do então Web.com Tour. O prêmio de US$ 1,188 mil que ganhou neste domingo, é quase 12% do que recebeu no restante de sua carreira no PGA Tour.

Graças às seletivas, Thompson jogou no US Open de 2012 onde estreou com 66 tacadas, quatro abaixo e melhor volta da semana, e, no domingo, foi líder na sede, com duas acima, até Webb Simpson ganhar dele por uma tacada. Ele também entrou, como reserve, no Open Championship de 2012, mas não passou o corte. De 2014 em diante, só entrou em um major, O PGA Championship de 2019, onde não passou o corte. Agora, além de cartão para jogar mais dois anos no PGA Tour, Thompson ganhou vaga para o WGC-FedEx St. Jude Invitational nesta semana e para o PGA Championship, na próxima.

Fonte: Golf.esp.br