notícias

LET – Luiza Altmann e Vitória Lovelady estreiam nesta 5ª feira no Hero Women’s Indian Open

01/10/2019

As profissionais brasileiras Luiza Altmann e Vitória Lovelady entram em campo nesta quinta-feira, 3 de outubro, para disputar o Hero Women’s Indian Open, torneio do Tour Europeu Feminino (LET) com US$ 500 mil em prêmios, que será jogado até domingo, 6, no DLF Golf and Country Club, na cidade de Gurgaon, no estado de Haryana, Subúrbio da Grande Deli.

As duas brasileiras já foram membros do LET, mas não têm mais o cartão do circuito. Luiza joga como convidada da Women’s Golf Association of India, que organiza o torneio em parceira com o LET, e Victoria com convite dos patrocinadores. Luiza ainda não jogou no LET este ano. Victória participou de um evento do circuito de acesso, a LET Access Series, o VP Bank Ladies Open, no Gams-Werdenberg Golf Club, na Suíça, no começa de março, mas não passou o corte.

Mahatma Gandhi – O Women’s Indian Open completa 10 anos como evento válido para os circuitos da Índia e Europa, com patrocínio da Hero MotoCorp Ltd, e num momento especial para o país, pois nesta quarta-feira, 2 de outubro, o “Gandhi Jayanti”, feriado nacional indiano em que se comemora o aniversário de nascimento do Mahatma Gandhi (1869 -1948), considerado o Pai da Nação. No resto do mundo, de acordo com a ONU, 2 de outubro é o Dia Internacional da Não-Violência.

Outra novidade é que, segundo os organizadores, e inspirado pelo aniversário de Gandhi, este será o primeiro evento esportivo “Plastic Free”, com o uso de embalagens plásticas proibido, incluindo as garrafas de água, que foram substituídas por bebedouros espalhados pelo campo todo. Uma iniciativa inspirada pelo aniversário de Gandhi que a Women’s Golf Association of India promete adotar para incentivar as novas gerações a respeitar o natureza.

Destaques – A escocesa Catriona Matthew, de 50 anos, capitã da equipe europeia campeã da Solheim Cup de 2019, e que venceu o primeiro torneio (não oficial) do LPGA Tour no Brasil, em 2009, no Itanhangá, será um dos destaques do torneio no campo desenhado por Gary Player aos pés da Cordilheira Aravalli, que cerca a cidade milenar de Gurugram e tem quase 700 km de extensão, cortando a Índia de norte a oeste, de Delhi a Gujara.

Além disso, haverá o recorde de 22 jogadoras locais em campo, incluindo as três melhores amadoras do país que sonham virar profissionais e representar a Índia nos Jogos Olímpicos de Paris 2024, resultado dos esforços do país para desenvolver o golfe feminino.

Fonte: O Portal Brasileiro do Golfe